Saia, peça de uso quase exclusivo das mulheres, conheça sua história.

Saia, peça de uso quase exclusivo das mulheres, conheça sua história.

A saia é uma das peças mais usadas desde a antiguidade. Seja para compor um look sexy ou elegante, elas ganharam diferentes cortes e comprimentos com o passar das décadas - evasê, balonê, rodada, curta, longa -, mas a pergunta que fica é: afinal, como surgiu esse fashion item que a gente tanto ama?

O começo
Se você está achando que a saia foi inventada há poucas décadas atrás, aí vai um update: a peça já era vista desde a pré-história e foram os homens que a usaram primeiro. "O homem das cavernas amarrava a pele de bicho na cintura e ficava parecido com uma tanguinha, sabe?", explica o historiador e professor de moda João Braga. "Na antiguidade não havia diferenças entre os sexos, apenas roupas mais larguinhas – para os homens - e mais justas – para as mulheres. A diferenciação aconteceu somente após o fim da Idade Média".

A saia virou uma peça de uso (quase) exclusivo das mulheres no século XII, quando as mais fashionistas a usavam com o corpete em modelos compridos ou com calda. No período do Renascimento, a partir do século XIV, as mais acinturadas eram usadas na estratégia de sedução. "Foi exatamente nesse período que o conceito de moda surgiu e as mulheres passaram a se vestir com a intenção de conquistar os homens", conta João.

O espartilho foi abolido da moda no começo do século XX. Nos anos 20, foi a vez de Coco Chanel trazer os modelos mais charmosos e elegantes, com saias na altura das canelas - alô, saia mídi! "As criadas por Chanel consistiam em proteger o joelho da mulher quando ela se ajoelhasse - a peça deveria permanecer abaixo do joelho e não levantar", explica João.

Após um período de guerras, no qual a moda acabou sendo deixada em segundo plano, as saias voltaram com tudo na década de 40, quando Dior inovou e lançou os primeiros modelos balonê, lápis e rodado.

Sabe o new look? Então. A estilista Mary Quant foi responsável por ousar e criar a primeira minissaia, somente na década de 60. E João Braga explica: "De lá pra cá, a saia passou por muitas transformações, mas a tendência permanece sempre a mesma. O que muda são os tecidos, cores, cortes e fendas."

Na opinião de João Braga, quem mais inova e lança modelos incríveis de saia hoje é o estilista libanês Elie Saab. "Ele é um romântico contemporâneo e sabe muito bem como inovar da maneira certa."

Fonte: www.revistaglamour.globo.com

E você adora investir em um look com saia? Na Morena Luz você encontra vários estilos e modelos sempre acompanhando as tendências da estação.
Visite uma de nossas lojas!